About Me

My photo

Paulo José da Costa é livreiro e ex-funcionário do Banco do Brasil.   Considera-se um garimpador da memória, procurando nos sótãos e porões as fotos antigas, postais, cartas, diários com que alimenta sua paixão que tem foco no cotidiano.  Pesquisador de história da música e do cinema, postando raridades no youtube.  Mantém enorme acervo de cds, dvds, fitas, vinil, discos de rádio, 16 polegadas, 10 polegadas, compactos e o escambau. Ex-libris, filmes antigos, gravuras, affiches, cartas, jornais antigos, albuns de família, postais, a lista é grande. Sempre procurando mais. Tem quatro blogs e desenvolve projeto de livro sobre o cotidiano paranaense através das fotos de família entre 1870/1960. Mantém arquivo de memória paranaense e catarinense.

15 February 2014

ADHERBAL STRESSER E O JORNAL "VANGUARDA" DE 1929



Com 21 anos, quando publicou os dois números do jornal "Vanguarda", um libelo contra as famílias tradicionais que governavam o Paraná,  Adherbal Stresser já tinha trabalhado no Rio de Janeiro, na sucursal do "Estado de São Paulo". Veio para Curitiba em 1929, convidado para ser o secretário do Diário da Tarde. Em 1930 ele deixou esse jornal para trabalhar na Gazeta do Povo, na chefia de redação, donde saiu em 1932 para fundar seu próprio diário, o Correio do Paraná. Não vou narrar a biografia inteira desse homem combativo e notável que viria, mais tarde, a ser deputado, homem de governo, diretor da sucursal dos Diários Associados,  o diretor-presidente da TV Paraná, Canal 6,  e TV Coroados, de Londrina, diretor das rádios Colombo e Ouro Verde (criadas por seu filho Ronald Sanson Stresser)  , chefe do Serviço de Imprensa do estado do Paraná,  professor universitário...  O que nos interessa é saber que, ao retornar do Rio de Janeiro, criou esse jornal do qual encontramos os dois primeiros números (haveria outros ?) onde ataca com virulência os donos do poder no Estado do Paraná, então governado pelo clã Affonso de Camargo. A revolução de 30 viria logo em seguida para varrer essa geração de políticos, mas, como sabemos, o mundo dá muitas voltas, e essas famílias mencionadas no jornal do Adherbal, retornaram e continuam por aí com seus descendentes e colaterais. Adherbal, nos anos 50, trabalhou para o governo de Bento Munhoz da Rocha Netto,  que com certeza não sabia da existência do Vanguarda ou, simplesmente, não lembrava ou não quis lembrar.  Adherbal era muito bom no que fazia, melhor olvidar ímpetos do passado...   Com emoção partilho com os leitores as imagens desse jornal raríssimo.  Lógico que agradecerei por qualquer notícia que alguém tenha e que queira me fornecer para incluir nesta postagem.   O jornal está aí, delicioso, corajoso, agressivo, para entrar na história do jornalismo de combate paranaense.    


radiografia do nepotismo no governo 
                 












O SEGUNDO NÚMERO DO "VANGUARDA"

 






Paulo José da Costa
compra e recebe doações de acervos de postais e fotos antigas, inclusive álbuns de família
para arquivo particular
Proteja a memória, ensine as crianças a amar as fotografias. 
41 88050624
paulodafigaro@hotmail.com
https://www.facebook.com/paulojose.dacosta

No comments:

Post a Comment

seu comentário está em análise. Em breve será postado.